Blog

Aqui você encontrará  dicas, notícias, tendências,
inovações de tecidos e estampas.



04/12/2015

Moda sustentável


Não basta separar o lixo orgânico do reciclável, é preciso vestir a camisa se quiser fazer sua parte para viver num lugar melhor. E isso está cada vez mais fácil porque ser ecologicamente correta virou moda de verdade.
 
 
A onda ecofashion, como vem sendo chamada lá fora, está começando a ocupar papel de destaque no cenário da moda, principalmente porque deixou de ser produzida por marcas desconhecidas e ganhou etiqueta de grifes renomadas. Não é de hoje que a indústria tenta encontrar um jeito de produzir peças que não explorem os recursos naturais de forma predatória, mas só recentemente tornou-se possível fazer roupas que caíssem no gosto do consumidor e aliassem palavras tão dissonantes como design, tecnologia e ecologia. Agora, as três foram parar na mesma máquina de costura.
 
Orgânico é outra palavra de destaque nesse segmento. Primeiro foram os alimentos e agora serve também para tratar as fibras que se transformam em tecidos. Para serem classificados como orgânico, algodão, juta e bambu devem ser produzidos sem o uso de inseticidas ou pesticidas. Para ter uma idéia do que isso significa, o cultivo de algodão pelo sistema convencional consome um quarto do inseticida produzido no mundo. Na versão orgânica, alguns agricultores usam água reciclada nas plantações para diminuir ainda mais o impacto ambiental.
 
A maior novidade, no entanto, são as roupas produzidas com material reciclável. Aqui, as estrelas são a garrafa PET, transformada em tecido, e o pneu, que vira solado de sapato. 
 
MATERIAL ALTERNATIVO COM BANHO DE TECNOLOGIA
Algodão orgânico
É cultivado sem o uso de pesticidas, fertilizantes químicos e reguladores do crescimento. Para ser 100% orgânico, no processo de tingimento devem ser usados pigmentos naturais.
 
Fibra de bambu
Planta de crescimento rápido, o que significa que é altamente renovável. Se reproduz em abundância sem o uso de pesticidas e fertilizantes. Sua fibra é naturalmente antibactericida, biodegradável e extremamente macia. Tem característica termodinâmica, deixa a peça fresca no verão e mais quente no inverno.
 
Garrafas PET
O plástico reciclado é transformado em fibras que produzem um tecido forte, mas macio. Em geral, elas são combinadas com algodão, que dá um toque ainda mais confortável.
 
Juta
Com aparência semelhante a do linho, é plantada na região amazônica, sem nenhum impacto ambiental. É preciso apenas água para o seu cultivo, sem a necessidade do uso de agrotóxicos. Além disso é biodegradável.


Fonte: planetasustentavel.abril.com.br/noticia/atitude/conteudo_268727.shtml


Escrito por: Astrid van Rooy, Leila Macedo e Mariliz Pereira Jorge - Revista Boa Forma, em 04/12/2015

Primeira |< | 1 | > |Última 


Busca  

Redes Sociais

EcoSimpleBr
ecosimpletecidosustentavel


Tags

Alexandre Herchcovitch   Coleção New York   Consumo Consciente   Decoração   Eco Friendly   EcoSimple   Garrafa PET   Garrafas PET   Meio ambiente   Moda sustentável   Reciclado   Retalhos   Sustentabilidade   Sustentável   São Paulo Fashion Week   Tecido   Tecido Reciclável   Tecido reciclado   Tecido sustentável   Tecidos   Tecidos EcoSimple   Toyota   sustemtabilidade   tecidos EcoSimple   tecidos sustentáveis  
 

Arquivo


2017
outubro

2016

2015
dezembro
novembro
outubro

Agosto
julho
junho
maio
abril
março