Blog

Aqui você encontrará  dicas, notícias, tendências,
inovações de tecidos e estampas.



28/10/2016

EcoSimple - Showroom & Brandstore


Já visitou o showroom e brand store da EcoSimple, na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 248?  O principal point da decoração e do design na capital paulista tem agora opções para quem busca tecidos sustentáveis e com estampas exclusivas, aliando sustentabilidade e originalidade.

Além de apresentar as linhas têxteis da marca, o showroom é um espaço elegante e moderno, proporcionando conforto para seus clientes. Para chegar a esse resultado, a EcoSimple contou com grandes parcerias.

A organização do evento e escolha do mobiliario ficou por conta da LB Business Design & Lifestyle, comandada por Luciana BernardinaO mobiliário inclui poltronas da Italmóveis, cadeiras da Cremme; mesa, sofá e aparador, da RY Design e cavaletes assinados por Angelo Duvoisin, para a Moora Mobília Brasileira, que também é responsável pelas mesas de escritório.

Para deixar o ambiente contemporâneo com uma pegada industrial, a brand store também conta com uma obra de arte assinada por Aecio Sarti, mobiliário de Rodrigo Edelstein e objetos de decoração da À La Garçonne, que inclusive assina uma das novas coleções de tecidos da EcoSimple.

Mas a parceria vai além do showroom: a Moora, por exemplo, levou para a High Design – Home & Office Expo várias peças revestidas com tecido EcoSimple, todas assinadas por nomes importantes do design brasileiro, como Nido Campolongo.

A boa notícia para quem está longe de São Paulo é que, em breve, o mobiliário com mostruário de tecidos da EcoSimple estará presente em lojas de todo o Brasil.




Escrito por: EcoSimple, em 28/10/2016


18/12/2015

Feliz Ano Novo





Escrito por: , em 18/12/2015


17/12/2015

Feliz Natal





Escrito por: , em 17/12/2015


17/12/2015

Expo Saberes Manuais no Inspiramais Verão 2016


 
Saberes Manuais é o resultado da união de criatividade, vocações regionais, pesquisas tecnológicas, e reaproveitamento em uma busca coletiva  por um design que articule propósitos pautados nos pilares da sustentabilidade. É lidar com o “Como Fazer”, “Como introduzir na produção materiais tão diversificados? O “Como” tem um componente de transformação, e leva-nos pelo caminho do “novo luxo”.
 
Um fazer de pedaços, ou como o poema de Manoel de Barros “um apanhador de desperdícios” aproveitados como uma janela valiosa, através da qual se pode ver o futuro.
 
 
 
O trabalho foi realizado em parcerias com vários designers, empresas e comunidades, são elas:
 
Comunidades: Associação Jaraguaense de Recicladores do Vale do Itapocu (Polímeros reciclados de fluxos industriais e resíduos urbanos), Jaraguá do Sul, SC; Ana Banana (Fibra de banana, e tessituras com Joana Alice Souza e Silva de fio pet, fio desfibrado, e algodão orgânico, São Francisco do Sul, SC, Das Catarinas, Joinville, SC. (Têxteis residuais). 
Empresas e Designers convidados:  D.Frent, Tecnoblu, Século XXX, Hexoplexo, Miriam Pappalardo, Benefios, Real Estúdio, Ecosimple, Bella Itália e contribuição especial de Willian Pedro Schmitz e Rosana Dominguez.
Concepção geral: RatoRói Moda e Design


Fonte: ratoroi.com.br/expo-saberes-manuais-no-inspiramais-verao-2016/


Escrito por: RatoRói, em 17/12/2015


04/12/2015

Moda sustentável


Não basta separar o lixo orgânico do reciclável, é preciso vestir a camisa se quiser fazer sua parte para viver num lugar melhor. E isso está cada vez mais fácil porque ser ecologicamente correta virou moda de verdade.
 
 
A onda ecofashion, como vem sendo chamada lá fora, está começando a ocupar papel de destaque no cenário da moda, principalmente porque deixou de ser produzida por marcas desconhecidas e ganhou etiqueta de grifes renomadas. Não é de hoje que a indústria tenta encontrar um jeito de produzir peças que não explorem os recursos naturais de forma predatória, mas só recentemente tornou-se possível fazer roupas que caíssem no gosto do consumidor e aliassem palavras tão dissonantes como design, tecnologia e ecologia. Agora, as três foram parar na mesma máquina de costura.
 
Orgânico é outra palavra de destaque nesse segmento. Primeiro foram os alimentos e agora serve também para tratar as fibras que se transformam em tecidos. Para serem classificados como orgânico, algodão, juta e bambu devem ser produzidos sem o uso de inseticidas ou pesticidas. Para ter uma idéia do que isso significa, o cultivo de algodão pelo sistema convencional consome um quarto do inseticida produzido no mundo. Na versão orgânica, alguns agricultores usam água reciclada nas plantações para diminuir ainda mais o impacto ambiental.
 
A maior novidade, no entanto, são as roupas produzidas com material reciclável. Aqui, as estrelas são a garrafa PET, transformada em tecido, e o pneu, que vira solado de sapato. 
 
MATERIAL ALTERNATIVO COM BANHO DE TECNOLOGIA
Algodão orgânico
É cultivado sem o uso de pesticidas, fertilizantes químicos e reguladores do crescimento. Para ser 100% orgânico, no processo de tingimento devem ser usados pigmentos naturais.
 
Fibra de bambu
Planta de crescimento rápido, o que significa que é altamente renovável. Se reproduz em abundância sem o uso de pesticidas e fertilizantes. Sua fibra é naturalmente antibactericida, biodegradável e extremamente macia. Tem característica termodinâmica, deixa a peça fresca no verão e mais quente no inverno.
 
Garrafas PET
O plástico reciclado é transformado em fibras que produzem um tecido forte, mas macio. Em geral, elas são combinadas com algodão, que dá um toque ainda mais confortável.
 
Juta
Com aparência semelhante a do linho, é plantada na região amazônica, sem nenhum impacto ambiental. É preciso apenas água para o seu cultivo, sem a necessidade do uso de agrotóxicos. Além disso é biodegradável.


Fonte: planetasustentavel.abril.com.br/noticia/atitude/conteudo_268727.shtml


Escrito por: Astrid van Rooy, Leila Macedo e Mariliz Pereira Jorge - Revista Boa Forma, em 04/12/2015


20/11/2015

Ecosimple atrai estilistas


 
A Ecosimple, empresa que produz tecidos sustentáveis, firmou uma parceria com o estilista  Alexandre Herchcovitch para fornecer material ecologicamente correto.
 
"Houve uma simbiose: ele procurava um fornecedor de tecidos sustentáveis com produtos compatíveis às suas criações e a Ecosimple buscava um designer renomado", conta Claudio Rocha, diretor comercial da Ecosimple.
 
A empresa é a fusão de três outras companhias do setor têxtil: uma de fiação, uma de tecelagem e outra comercial. "A Ecosimple foi idealizada para suprir a necessidade do mercado têxtil com uma linha de produtos reciclados", explica. 
 
Além das peças expostas nos desfiles da São Paulo Fashion Week, a empresa firmou uma parceria com Herchcovitch para uma coleção de tecidos desenvolvidos e assinados pelo estilista.
 
Além disso, fornece matéria-prima para a Gooc, que faz bolsas e acessórios com o tecido 100% sustentável. 
 
Produção ecológica
A indústria têxtil é uma das vilãs do meio ambiente quando se trata de consumo de água e produção de resíduos que prejudicam a natureza. Rocha explica que os tecidos da empresa são ecologicamente corretos pois dispensam o uso de produtos químicos e água. 
 
"Usamos o descarte e as aparas de outras confecções que iriam para o lixo ou aterros. Esse material é recolhido e enviado para uma cooperativa de famílias carentes, que separa por cor e composição têxtil. Na fábrica, as aparas voltam ao seu estado original e são misturadas a fibras de garrafas PET", conta. 
 
"Estamos com diversos projetos em andamento junto a estilistas, decoradores, arquitetos e grandes corporações do setor de vestuário, calçadista, automobilística, moveleiro e decoração, no Brasil e no exterior", conta Rocha. A Sierra Móveis e a The Crafts Shoes Factory são algumas das novas parceiras da marca. 
 
Apesar do conceito e das parcerias firmadas até agora, o executivo afirma que ainda é muito difícil convencer o mercado sobre o custo-beneficio de um produto desses. "Principalmente pelo fato de ser pioneiro e por não existir uma política de impostos adequada a esse segmento", justifica.


Fonte: exame.abril.com.br/pme/noticias/tecido-ecologico-ecosimple-atrai-estilistas-591727


Escrito por: Priscila Zuini, em 20/11/2015


10/11/2015

Tecidos sustentáveis promovem cadeia de valor


 
Pioneira no segmento de tecidos sustentáveis, a empresa Eco Simple, de Americana (SP) tem lançado tecidos premium, feitos a partir do reaproveitamento de sobras da produção de malharias e fios oriundos da reciclagem de PET. Os produtos eco friendly beneficiam não só o segmento moda, mas também outros setores como decoração, acessórios e calçados, onde tem tido boa aceitação.  “Temos um processo inovador, que faz da EcoSimple uma empresa de vanguarda, pois desenvolvemos um processo totalmente diferenciado de produção sustentável. Atualmente, nossos tecidos são utilizados por algumas das melhores marcas do Brasil e do exterior”, diz o diretor da empresa, Cláudio Rocha.
 
Segundo ele, a empresa inicia seu processo produtivo com a coleta e separação de resíduos (sobras e aparas) descartados por indústrias têxteis da região de Brusque/SC, um dos principais polos de produção de malhas. Esta etapa do trabalho é realizada por cooperativas, que entregam à Eco Simple os resíduos separados por cor.  “A separação é fundamental para a sustentabilidade do processo, pois a pigmentação já existente nas aparas se mantém e dá cor aos novos fios que serão produzidos. A medida também evita o uso de novos produtos químicos para tingimento dos tecidos e reduz drasticamente o uso de água na produção”, acrescenta o empresário. Já na tecelagem, os resíduos têxteis são transformados em novos tecidos por meio dos processos de moagem e desmanche, limpeza e transformação, fiação e tecimento. Nesta etapa, fios oriundos da reciclagem de PET também são aplicados na produção.
 
A EcoSimple atua desde 2004 no desenvolvimento de tecidos de qualidade, utilizando na produção um processo ambientalmente responsável e de  grande impacto social.
 
Edição: Marcia Mariano
Fotos: Divulgaçao
Fonte: Notícia em Dobro
 


Fonte: http://www.textilia.net/materias/ler/moda/moda-marketing/tecidos_sustentaveis_promovem_cadeia_de_valor


Escrito por: Marcia Mariano, em 10/11/2015


28/10/2015

EcoSimple levou tecidos sustentáveis a restaurante conceito da Casa Cor SP



 
Jogos americanos com fios de juta, cortinas, tapetes, todos produzidos com tecidos exclusivos e sustentáveis da EcoSimple. Esse conceito foi conferido no Restaurante Badebec da Casa Cor 2014 SP, espaço mais badalado da mostra. A ambientação é assinada pelo arquiteto Gustavo Paschoalim. A expectativa é de que mais de 180 mil pessoas passem pelo local durante a mostra.
 
A Casa Cor São Paulo 2014 ocorreu entre os dias 27 de maio a 20 de julho do ano passado, no Jockey Club de São Paulo (SP). O Restaurante Conceito aliou sustentabilidade com o design arrojado de um ambiente rústico contemporâneo, e os tecidos da EcoSimple se somaram ao projeto com seu conceito ecológico em decoração e design. Foram usados artigos como lonas feitas de fios reciclados e pet, e tecido com fibra de juta. O ambiente também teve toda a iluminação com lâmpadas de LED. Os aparelhos de ar condicionado foram a gás, reduzindo o consumo de energia elétrica. O piso foi construído com madeira de reflorestamento e tijolos ingleses. 


Fonte: mais.sortimentos.com/ecosimple-tecidos-restaurante-casa-cor-sp-2014/


Escrito por: Redação Sortimentos.com, em 28/10/2015


22/10/2015

SPFW - EcoSimple e Paulo Alves, mais uma parceria de sucesso


O renomado evento de moda, São Paulo Fashion Week (SPFW), prepara ações diferenciadas em sua 40ª edição. Comemorando 20 anos de existência, o evento que ocorre entre os dias 18 e 23 de outubro, em São Paulo, esta edição vem com o foco o "fazer com as mãos" e a criatividade.
 
O designer Paulo Alves foi o convidado para transmitir em móveis a essência brasileira presente no potencial de criar com as mãos, e também inspirar novas possibilidades para o nosso jeito de morar e decorar.
 
Formado em arquitetura na USP-São Carlos, antes de atuar como designer, Paulo trabalhou no escritório de Lina Bo Bardi e também no instituto Bardi, integrando a primeira equipe de pesquisa a inventariar os arquivos da arquiteta, para a produção do livro e da exposição sobre a mestra italiana logo após sua morte na década de 1990. 
 
Com mais de 20 anos de experiência, os móveis desenhados pelo designer desvendam a lógica criativa em que a grande protagonista é a madeira. Mantendo sempre a maestria em seus trabalhos autorais, obtém resultados surpreendentes, com a madeira remete ao legado dos mestres do móvel moderno brasileiro.
 
Para mais esse projeto na carreira, Paulo conta com algumas parcerias para o desenvolvimento de peças de Decoração para a SPFW, uma delas é a EcoSimple, empresa do interior de São Paulo que produz tecidos de alto padrão de qualidade e design com matérias-primas recicladas, renováveis e naturais, alinhando luxo a sustentabilidade.
 
Veja abaixo fotos de mais esse incrível projeto:
 
Fotos: Luís Gomes
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Fonte: pauloalves.com.br/perfil


Escrito por: , em 22/10/2015


21/10/2015

Sobre a Ecosimple


 
Desde 2004 a Ecosimple viabiliza, através da aliança com grandes companhias têxteis e a comunidade, a criação de um tecido de alta qualidade e 100% responsável.
Mediante contrato, a Ecosimple coleta sobras de tecidos e garrafas PET e as encaminha até as pequenas cooperativas. Uma vez lá, esses tecidos são separados por cor e enviados pela comunidade de volta para a Ecosimple.
 
LIXO E TRABALHO
 
Resíduos
 
Por mês, milhões de toneladas de sobras de tecidos, entre outros resíduos, são descartados.
Gerando um acúmulo desses materiais em aterros sanitários.
 
Subsistência
 
No Brasil existem 43 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza.
Uma situação que poderia ser revertida principalmente pela criação de novos postos de trabalho.
 
Dois problemas isolados que, unidos transformam-se em uma solução!


Fonte: moradaeco.com.br/#!ecosimple/cmi5


Escrito por: , em 21/10/2015

Primeira |< | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | > |Última 


Busca  

Redes Sociais

EcoSimpleBr
ecosimpletecidosustentavel


Tags

Alexandre Herchcovitch   Coleção New York   Consumo Consciente   Decoração   Eco Friendly   EcoSimple   Garrafa PET   Garrafas PET   Meio ambiente   Moda sustentável   Reciclado   Retalhos   Sustentabilidade   Sustentável   São Paulo Fashion Week   Tecido   Tecido Reciclável   Tecido reciclado   Tecido sustentável   Tecidos   Tecidos EcoSimple   Toyota   sustemtabilidade   tecidos EcoSimple   tecidos sustentáveis  
 

Arquivo


2016
outubro

2015
dezembro
novembro
outubro

Agosto
julho
junho
maio
abril
março